terça-feira, 5 de julho de 2011

Quero voltar

Eu só queria voltar a ser criança, queria voltar ao tempo em que tudo era perfeito, sem mentiras nem falsidades, sem problemas complicações ou desilusões.
Queria voltar ao tempo em que andava sempre com um sorriso, na cara de felicidade, porque era sempre feliz, em que gostava de toda a gente e toda agente gostava de mim, em que não havia falsidades nem mentiras e tudo era cor-de-rosa.
Aquele tempo em que por vezes fazia disparates e estava sempre lá alguém para os resolver, o tempo em que nada era grave nem tinha consequências, porque eu era apenas uma inocente criança.
Quando olho para trás e vejo esse tempo, sinto saudades, e por vezes até me cai um lágrima, nessa altura o que eu mais desejava era crescer, ser grande, e poder fazer tudo, agora quero exactamente o contrário, ser pequenina sem responsabilidades e poder sorrir por e para todos sem um sorriso forçado, sim porque á medida que o tempo passa e vamos crescendo esse tão puro e genuino sorriso de criança vai desaparecendo, dando lugar a um sorriso forçado e amarelo, no entanto por vezes nem sorriso amarelo temos para dar, só uma cara de enterro e arrependimento por termos pedido para crescer.



http://www.youtube.com/watch?v=Azx0WjQqbE8

sábado, 2 de julho de 2011

You nerver see me cry!

Hoje sinto-me triste vazia, confusa, indefesa até, ainda ontem estávamos juntos e felizes e de uma hora para a outra tudo mudou. Sinto que não fui suficientemente forte, suficientemente boa para tu continuares comigo, sinto que mais uma vez falhei, e isso é muito frustrante. Eu não costumava ser uma pessoa que se apegava demasiado aos outros, tinha demasiado medo de sofrer se algo corresse mal, nunca fui uma pessoa daquelas que faria tudo por alguém, que quando se apaixona se entrega de corpo e alma e está disposta a morrer pela outra pessoa, porque eu tinha MEDO.
Mas desta vez foi diferente, bastou tu apareceres para tudo isso mudar repentinamente de figura, fizeste-me tantas promessas, disses-te-me "amo-te" tantas vezes, insististe tanto que, ainda que a medo, acabei por ceder, e isso foi bom, eu perdi o medo, e ao principio isso foi muito bom, durante um tempo consegui ser plenamente feliz contigo, até ao dia em que te fartaste de mim, eu já te tinha dado tudo, tu tinhas conseguido usar-me, fui como uma chiclete, usas-te-me mastigas-te-me e deitas-te-me fora como se eu fosse lixo, mas desta vez, ao contrário do acontecia antes isso deixou marcas profundas, fridas ardentes, como chamas, pela primeira vez eu sofri por alguém, e ainda continuo a sofrer, muito mesmo, mas nunca te hei-de dar tudo o que queres, lágrimas.
"DESTA VEZ FOI DIFERENTE LEVAS-TE ME A APAIXONAR, MAS FAÇAS O QUE FIZERES NUNCA ME VERÁS CHORAR"



http://www.youtube.com/watch?v=dEA99HFOEoA

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Apenas Mais Um Dia

Era apenas mais um dia de Verão como outro qualquer, o sol raiava num céu limpido e sem nuvens, estava muito calor, as poucas pessoas que andavam pela rua iam com pressa, dirigiam-se para a praia, piscina, ou para casa. Havia apenas uma unica excepção a essa regra, ELE, ele que continuava sentado no banco do jardim á beira da fonte como sempre fazia, fosse inverno ou Verão, a ver as pessoas passar, tinha um rosto bonito, mas entristecido pelo tempo, esse tempo que apsar de não terem sido mais que uns meros meses lhe parcera uma eternidade, o tempo desde que ela o deixara, a partir dai ele tinha deixado de viver realmente, apenas existia, e arrastava-se para ali todos os dias pois tinha sido ali, naquele jardim, ao pé daquela mesma fonte que um dia tinha começado uma grande história de amor, com planos e promessas que acabaram por não ser cumpridos, pois no fundo do seu coração ainda havia a esperança vã e desesperada de que ela um dia voltasse e o mundo inteiro ganhasse cor outra vez.
Mas não aconteceu, nem nesse dia, nem no dia a seguir, e ele ia perdendo a esperança á medida que o tempo passava.
Foi então que num dia igualzinho aos anteriores, com nada de diferente ele sentiu vagamente uma mão pousada sobre o seu ombro, quando se virou, lá estava ela, pediu-lhe desculpa e dizendo: "Eu amo-te e nunca mais te vou abandonar", então ele abraçou-a com toda a força que tinha e ao fim de tanto tempo um sorriso voltou a inundar-lhe o rosto, então com um beijo apaixonado selaram um compromisso eterno.
E recomeçaram tudo do ponto de partida!
E foi a partir desse dia solarengo aparentemente igual a todos os outros, que uma história de amor voltou a ganhar vida e, depois desse dia eles foram felizes para sempre!



http://www.youtube.com/watch?v=GJk7pSqZaGg