sábado, 2 de julho de 2011

You nerver see me cry!

Hoje sinto-me triste vazia, confusa, indefesa até, ainda ontem estávamos juntos e felizes e de uma hora para a outra tudo mudou. Sinto que não fui suficientemente forte, suficientemente boa para tu continuares comigo, sinto que mais uma vez falhei, e isso é muito frustrante. Eu não costumava ser uma pessoa que se apegava demasiado aos outros, tinha demasiado medo de sofrer se algo corresse mal, nunca fui uma pessoa daquelas que faria tudo por alguém, que quando se apaixona se entrega de corpo e alma e está disposta a morrer pela outra pessoa, porque eu tinha MEDO.
Mas desta vez foi diferente, bastou tu apareceres para tudo isso mudar repentinamente de figura, fizeste-me tantas promessas, disses-te-me "amo-te" tantas vezes, insististe tanto que, ainda que a medo, acabei por ceder, e isso foi bom, eu perdi o medo, e ao principio isso foi muito bom, durante um tempo consegui ser plenamente feliz contigo, até ao dia em que te fartaste de mim, eu já te tinha dado tudo, tu tinhas conseguido usar-me, fui como uma chiclete, usas-te-me mastigas-te-me e deitas-te-me fora como se eu fosse lixo, mas desta vez, ao contrário do acontecia antes isso deixou marcas profundas, fridas ardentes, como chamas, pela primeira vez eu sofri por alguém, e ainda continuo a sofrer, muito mesmo, mas nunca te hei-de dar tudo o que queres, lágrimas.
"DESTA VEZ FOI DIFERENTE LEVAS-TE ME A APAIXONAR, MAS FAÇAS O QUE FIZERES NUNCA ME VERÁS CHORAR"



http://www.youtube.com/watch?v=dEA99HFOEoA

Sem comentários:

Enviar um comentário